julho 16, 2011


6
Livros que marcaram a minha infânca!

Bem, a nossa presidenta do Clube do Livro nos pediu para que revelássemos e contássemos sobre o que gostávamos de ler e qual nosso livro favorito.
Como já comentei anteriormente, os livros que realmente marcaram a minha infância, foram 3. O 1º  foi um livro que ganhei de uma prima da minha mãe, quando fiz aniversário...seu título: O bugre do Chapéu de anta; o 2º   foi  Meu pé de laranja lima e o 3º foi Branca de neve e os sete anões.
Minha mãe nunca leu um livro para mim, ela contava histórias, mas ler, nunca o fez, então, realmente eu comecei a ler a partir de quando estava alfabetizada,  e foram somente esses três na minha infância. É lógico que, depois, quando cursava o ginásio e o clássico/científico ou normal (na minha época se chamava assim..rsrs.) hoje é o fundamental II e ensino médio, professores sempre indicavam e pediam que lessemos. 
Digo  sem nenhuma vergonha, que,  somente  após, meu casamento é que realmente comecei a me dedicar a leitura, e sempre procurei incentivar minhas filhas. Hoje em dia, chego a ler mais do que um livro por vez, escolho assuntos diferentes, e aí leio um pouco por dia, e graças a Deus, minhas filhas também.
Gosto de todo tipo de leitura, mas ultimamente tenho me dedicado às poesias e aos contos, pois estou fazendo uma pesquisa para as minhas contações de histórias.
Os livros são para mim, como jóias raras e não consigo me desfazer de nenhum...Tenho uma belíssima coleção deles...mas o pior, é que não estou tendo mais espaço para trabalhar, pois os livros ocupam as prateleiras e armários, e o meu ateliê está ficando cada vez menor;  meus tecidos e materiais para meu artesanato, ficam em caixas, cestos, balaios, empilhados. Meu marido costuma dizer, que se eu tivesse uma casa inteira para guardar minhas coisas, ela não seria suficiente para acomodar o que tenho guardado, e que eu precisaria de mais vidas para aproveitar 100% do que tenho nas prateleiras.
Minhas queridas amigas, sofro de um terrível mal; que é o poder da Bibliografia, pois quando a vejo ou leio  fico pensando e analisando  qual é o melhor e o mais indicado para eu comprar....acho que dá para imaginar como sou apaixonada por livros.
Meu marido diz para mim : O ministério da saúde adverte: ler é prejudicial à saúde do meu bolso, e bibliografia tem entrada proibida, por favor coopere!
E por falar em livros, este que estou lendo é simplesmente uma bela história, verdadeiramente de amizade, companheirismo de compartilhamento, de amor e de união. Agora vou aproveitar e terminar minha leitura. 
Para todas um ótimo fim de semana...
Beijos em seus corações!

6 comentários:

Tatá disse...

Oi.

Muito bonita essa história. Nunca é tarde para se aprender a gostar de alguma coisa, como a do hábito da leitura.

Bjus

Beatriz! disse...

Bom dia amiga!
Adorei seus livros de infância.
Fez-me lembrar de quanto eu ficava pedindo aos meus pais lerem os livros que eu via as figuras gostava mais queria saber os detalhes da história, tanto fiz, que papai me ajudou a ler com 6 anos, rsrsr, pois entrei direto na primeira série com 6 anos e meio. Assim é minha filha hoje em dia, vive pedindo:
-Que que tá escrito aqui?
E começa a sonorizar..., uma forma de alfabetização diferente da que eu tive a 26 anos atrás.
Um big abraço e tudo de bom sempre!

Alessandra Cerqueira disse...

aahh que legal Za!
Passei pra desejar uma boa semana pra ti
Bjs
Ale

Lisy Brinhosa disse...

Amei sua postagem... sensaciona a forma como escreve e os conta sobre sua vivência!
Mais uma vez confirma o qto livros e histórias nos inspiram.
Vc tem um dom que admiro e gostaria de um dia desenvolver...saber contar histórias... parabéns..
Q Deus te abençoe sempre.

Obg por aceitar fazer a postagem coletiva!!!

Beijão!!!

Celena disse...

Feliz dia do amigo...bjoca.

Alessandra Cerqueira disse...

Oi Zaza!
Pansando pra lhe deixar um lindo dia do Amigo
Sinta-se abraçada1
Bjs
Ale